samedi, décembre 26, 2009

Charles Aznavour-Live au Carnegie Hall



Para o meu pai esse foi o presente. Como o show foi no Carnegie Hall, e os americanos são incapazes de apreciar qualquer coisa que não seja em inglês, uma boa parte das canções foi traduzida, mas felizmente as letras mantiveram sua integridade, e clássicos como "La bohème", "Le temps" e "La mama" foram mantido em francês. Fora esse probleminha o show é fenomenal. Aznavour está em plena forma, sua voz envelheceu divinamente, sem perder nada em qualidade e até ganhando em expressividade, sua capacidade interpretativa permanece intocada e o charme é o mesmo de sempre.
Saiu por R$52 na livraria da Travessa(na loja nova da Rua sete de setembro)

Mon cadeau de Noël!


Um dos presentes que eu ganhei nesse Natal merece estar no blog.
"Seja fluente na cultura e no modo de vida da França" tem um título meio sem graça, mas é um ótimo livro. Ele tem informações sobre arte, história, costumes, literatura...enfim tudo o que qualquer francófilo que se preze deve saber sobre a França, dividido em seções temáticas, e textos simples e curtinhos além de muito bom-humor.
Sai por R$49, 90 na livraria Saraiva

mercredi, décembre 23, 2009

Feliz Natal (Joyeux Noël)


Semana de Natal, um filme p/ combinar com as festividades.
Durante a primeira Guerra mundial o fronte entre França e Alemanha foi cenário de um acontecimento que só poderia ser atribuído ao espírito de Natal: soldados franceses, escoceses e alemães pararam de lutar e celebraram o Natal juntos. E juntos enterraram e choraram seus mortos, rezaram, fizeram uma ceia e até jogaram uma partida de futebol. No ano novo o pequeno "milagre" se repetiu...
Essa produção narra esse episódio e explora os sentimentos de comandantes e comandados, militares e civis, homens e mulheres envolvidos numa guerra sem precedentes que marcou o início da era da guerra total no mundo moderno e explora as suas conseqüências traumáticas para o homem comum.
Emocionante.

lundi, décembre 21, 2009

Pierre Auguste Renoir- Le déjeuner des canotiers

Aujourd´hui c´est le premier jour de l´été. Il fait beau et le soleil est brillant. Pas de pluie hereusement! Un très bon jour pour sortir et se promener.

Pour célébrer un beau jour et la nouvelle saison, un peu de Renoir:

Le déjeuner des canotiers

Cette scene se passe dans la Maison Fournaise. La maison Fournaise est un ancien restaurant situé dans l'île des Impressionnistes, à Chatou dans les Yvelines. Elle abrite actuellement un restaurant et un musée municipal retraçant l'époque de l'impressionnisme, notamment par le biais d'expositions temporaires.(Wikipédia-Fr.-http://fr.wikipedia.org/wiki/Maison_Fournaise)

Pour visiter la Maison Fournaise et le Musée Fournaise (on-line, bien sûr):

http://www.musee-fournaise.com/

vendredi, décembre 18, 2009

Belleville rendez-vous

Chantée par Béatrice Bonifassi e composée par Benoît(Ben) Charest, cette chanson est le thème de "Les triplette de Belleville"




Belleville rendez-vous

I won’t finish my life in Timbuktu
cheeks so tight my lips are turning blue
I'd like to be wrinkled, utterly wrinkled
wrinkled like a Triplet from Belleville

Don’t want to wind my days in Acapulco
stiff as a board dancing tango-tango
I'd love to be twisted, utterly twisted
twisted like a Triplet from Belleville
"Come on Girls!"

Filme da semana II: As bicicletas de Belleville(Les triplettes de Belleville)


"As bicicletas de Belleville" é uma animação deliciosa, com um ar retrô e nostálgico. Além do estilo bem vintage e da música legalzinha, o filme também tem referências divertidas sobre a cultura francesa e americana.

A história é, no mínimo, fofa: Madame Souza, uma senhorinha portuguesa cria seu neto Champion depois da morte de seus pais. O menino está sempre deprimido, até que a avó lhe compra uma bicicletinha. A paixão por bicicletas só aumenta com o passar dos anos e, já crescido, Champion disputa o Tour de France. Mas uma organização criminosa ameaça o andamento do torneio. E Madame Souza e suas aliadas, três ex-cantoras de cabaré idosas, tem de enfrentar os bandidos e salvar o dia.

dimanche, décembre 13, 2009

Le père Noël et le Père Fouettard-O Natal assustador da França!

O père Noël é o equivalente francofóno do nosso Papai Noel. Hoje em dia ele está bem assimilado ao Papai Noel genérico, vestido de vermelho e branco e com cara de vovozinho fofinho, mas ele já foi bem diferente:



De acordo com a tradição Père Noël anda num burrinho chamado Gui , e antes de dormir as crianças tem que deixar doces ou presentinhos(dinheiro por exemplo) para o Père Noël e uma cenourinha para o Gui. Tudo fica dentro dos sapatos da molecada...
Ou seja, o Papai Noel fracês além de cobrar propina é chegado num biscoitinho com cheiro de chulé...
Mas essa não é a parte assustadora da história...

Le café-Odelaf et Monsieur D (avec sous-titres en portugais)

Pour les adictes au café, comme moi!



Le Café

Pour bien commencer
Ma petite journée
Et me réveiller
Moi, j'ai pris un café

Un arabica
Noir et bien corsé
J'enfile ma parka
Ca y est je peux y aller

"8 femmes"("8 mulheres")



Numa casa de campo isolada pela neve, uma família se prepara para comemorar o natal.
Mas tudo muda quando o patriarca da família, Marcel, aparece morto, esfaqueado durante a noite. Como a mansão está isolada a família logo percebe que o assassino deve estar entre eles...Ou melhor entre elas. As suspeitas do assassinato de Marcel são sua esposa, duas filhas, a sogra, a cunhada, a irmã, a cozinheira e a camareira. Uma comédia musical/drama/mistério que vale a penas assistir pela história, pela trilha sonora, pelo figurino e direção de arte e pela seleção de atrizes fantásticas, encabeçadas por Catherine Deneuve e Fanny Ardant. Tudo meio Amélie Poulain misturado com Agatha Christie e temperado com números musicais maravilhosos que começam do nada...

Pura diversão!

mardi, décembre 08, 2009

Emploi du temps


Pour organiser la semaine :)

Mon amour, mon ami

Une jolie chanson, chantée par Marie Laforêt et composée par André Popp.




Mon amour, mon ami

Toi mon amour, mon ami
Quand je rêve c'est de toi
Mon amour, mon ami
Quand je chante c'est pour toi
Mon amour, mon ami
Je ne peux vivre sans toi
Mon amour, mon ami
Et je ne sais pas pourquoi

lundi, décembre 07, 2009

125 contos de Guy de Maupassant

Descobri Guy de Maupassant meio que por acaso...Estava na livraria e vi um livro de bolso chamado "Contos fantásticos", autor: Guy de Maupassant. Como era menos de dez reais e eu estava procurando uma coisinha qualquer para ler nas horas vagas(que eram poucas no meu primeiro período da faculdade) comprei.

Paixão instantânea.

Maupassant foi um dos pais do conto moderno, e um autor com um estilo único que transita com facilidade no reino do real e do sobrenatural, da sanidade e da loucura, do social e do marginal.Nos seus contos há críticas à sociedade burguesa da França do século XIX (da qual ele mesmo fazia parte, apesar da obssessão de sua mãe pelas "origens nobres" da familia de Maupassant), elementos psicologizantes profundos, naturalismo fantástico, e uma afiada visão do mundo moderno onde criminosos, loucos, aristocratas, proletários, camponeses e burocratas se equilibram precariamente entre o racionalismo e progresso da modernidade e a sua completa falta de sentido e referências...

Em Maupassant tudo é absolutamente terrível e fascinante.

Então, fica a sugestão. Para quem quer um introdução ao universo de Maupassant, existem vários livros de bolso no mercado por preços irrisórios ("Contos fantásticos" pela LP&M é bom para começar, e só custa uns R$8). Mas para ter na biblioteca vale a pena pôr a mão no bolso e comprar a coletânea da Companhia das letras "125 contos de Guy de Maupassant", por R$55 (preço da Saraiva)
E como aperitivo, nesse site é possível ler on-line o conto mais famoso de Maupassant: "O horla"

Les deux guitarres-Charles Aznavour(1972)

Chanson traditionnelle russe/gitane chantée par Charles Aznavour, mon chanteur preferé.

C´est presque surnaturelle sa interpretation! Superbe!!!!!



Les Deux Guitares

Deux tziganes sans répit
Grattent leur guitare
Ranimant du fond des nuits
Toute ma mémoire
Sans savoir que roule en moi
Un flot de détresse
Font renaître sous leurs doigts
Ma folle jeunesse

Ekh raz yechtcho raz yechtcho mnogo mnogo raz
Ekh raz yechtcho raz yechtcho mnogo mnogo raz

La France illustrée


Fonte: Blog Agence Eureka

samedi, décembre 05, 2009

jeudi, décembre 03, 2009

"Le fabuleux destin d´Amélie Poulain"


Básico p/ qualquer um que quer tirar onda de francófilo. É aquele filme "mulherzinha" que muito marmanjo adora (em segredo, claro). Roteiro emocionante e despretencioso, fotografia, música e figurinos caprichados sem exageros e atores excelentes. Tudo o que um bom filme precisa (eu só queria que Hollywood aprendesse isso)

Altamente indicado para aqueles momentos em que se está de mal com o mundo. É só assistir que seu dia melhora 100%.

C´est la vie...


Abrindo as portas do novo blog, :P